top of page
  • Foto do escritorAchei Pneus

Bateria de carro: como funciona, preço e vida útil

A bateria é um componente muito importante para o carro, uma vez que ela é responsável por armazenar energia elétrica e fornecer energia para o motor de partida, acionando o sistema de combustão interna e efetivamente ligando o automóvel. Além disso, a bateria também mantém os demais componentes do veículo ligados e funcionando, como sistema de som, luzes ou ar-condicionado.


Os cuidados com essa peça fundamental são extremamente importantes, uma vez que sem ela, o carro não pode operar de maneira normal!


Entender os possíveis problemas, bem como as principais manutenções e os indicadores mais comuns é uma excelente maneira de prevenir aborrecimentos ou acidentes futuros.


Tudo isso você encontra no blog de hoje:


Como funciona a bateria do carro e por que ela é importante?

bateria de carro

Importante para acionar desde as funções mais básicas até os componentes mais sofisticados do carro, a bateria elétrica é responsável por ligar e operar o veículo, se mostrando a chave para o acionamento da ignição do motor e de todos os demais dispositivos do carro. Também supre a função de alimentar o resto do veículo quando o motor se encontra desligado ou em marcha lenta, ajudando a preservar o meio ambiente através de uma menor emissão de gases poluentes ou queima de combustível. 


A bateria de automóvel funciona da mesma forma que uma bateria convencional, com um dispositivo repleto de ácidos e componentes metálicos que formam reações de oxidação e redução. Essa alternância gera energia elétrica, que é transferida para as funções requisitadas pelo veículo, acionando o motor e as outras peças elétricas.


Quais são os principais fatores que afetam a vida útil da bateria do carro?

Para assegurar que a bateria vai continuar funcional, é necessário entender os principais riscos e fatores que danificam ela a longo prazo. Alguns desses fatores são:


Temperatura: Calor ou frio extremo fazem com que haja alteração nas reações químicas que acontecem internamente na bateria. Por causa dessa variação, o funcionamento inadequado das reduções e oxidações faz com que os componentes metálicos sofram maior desgaste. 


Acessórios excessivos: Luzes, sistema de som, ar-condicionado e vários outros acessórios do carro ficam ligados à bateria. Ainda assim, se tiverem aparelhos demais sendo alimentados pela mesma fonte de energia, o desgaste acontece mais rápido. O ideal é não sobrecarregar a bateria com diferentes acessórios, ou adquirir um sistema de fontes e alimentação secundário para aparelhos de som especializados e outras customizações.


Sujeira ou Corrosão: Quando mal cuidada, a bateria sofre com o acúmulo de sujeira e detritos. Por conta disso, pode sofrer corrosão nos seus componentes, que piora a capacidade de condução de corrente elétrica. Isso faz com que o desempenho do equipamento seja comprometido, bem como gera uma perda de carga gradativa, que só faz com que a fonte apresente mais problemas a longo prazo.


Desuso: Quando o veículo fica parado por longos períodos, a bateria perde a carga lentamente. Esse processo é ainda mais rápido por conta da corrente de stand by, que mantém os circuitos ativos para funções mais simples e que demandam menos da alimentação elétrica, como o relógio interno do carro ou o alarme de segurança.


Existem outros fatores que podem afetar a vida útil da bateria. Contato com água caso o carro se encontre em um alagamento, bem como carga/descarga de energia indevida ou realizada de forma equivocada. Alguns problemas são mais raros do que os outros. 


Como identificar os sinais de que a bateria do carro está fraca ou danificada?

luzes painel de carro

É necessário estar atento aos sinais da bateria, mas uma checagem periódica é muito importante, uma vez que vários dos problemas apresentados anteriormente são difíceis de serem encontrados antes que a bateria seja parcialmente ou completamente comprometida.


Existem alguns sinais que podem ajudar a indicar uma falha por parte da bateria, entretanto, é crucial agir o mais cedo possível no momento que são detectados para preservar o máximo possível da fonte. Os sinais são:


  • Dificuldade para dar a partida no motor, que pode ser percebida pelo som da ignição ou pela demora em ligar o carro.

  • Luzes fracas ou intermitentes no painel, no farol, nas lanternas ou no interior do carro, que indicam uma baixa tensão da bateria.

  • Alerta de bateria no painel, que acende quando a bateria está com pouca carga ou no fim da sua vida útil.

  • Desempenho inconsistente do carro, que pode variar com momentos de aceleração lenta, falhas repentinas ou perda de potência.

  • Cheiro forte de enxofre, que pode ser emitido pela bateria em caso de sobrecarga, superaquecimento ou vazamento de ácido.


Caso detectado um desses problemas, procure ajuda especializada para identificar a causa do mesmo sem prejudicar ainda mais a bateria. O manuseio errado da parte elétrica pode ser um problema ainda maior para o veículo, comprometendo outras partes da instalação elétrica do mesmo ou outros acessórios conectados.


Como escolher a bateria ideal para o seu carro?

Nem toda bateria é ideal para todo tipo de veículo, então é muito importante entender quais são os critérios que precisam ser observados na hora de escolher uma fonte de alimentação adequada. 


A compatibilidade com o veículo é crucial e um dos primeiros passos a serem analisados. O ano do veículo, bem como a versão dele, são informações que podem ser consultadas no manual do carro para encontrar um modelo de bateria devidamente aplicável. Além disso, é possível consultar o rótulo da bateria antiga, caso esteja realizando troca da mesma.


Existem alguns tipos de bateria, com diferentes tecnologias, como SLI (convencional), EFB (forçada) e AGM (avançada). Qual delas se mostra a mais adequada para o veículo vai depender de múltiplos fatores, o tipo de ignição é muito importante, uma vez que o sistema pode necessitar de uma bateria mais complexa ou específica para concluir o processo. Outro fator crucial é a quantidade de aparelhos conectados e a complexidade da tecnologia embarcada também (computador de bordo, câmeras, ar condicionado e outras funcionalidades que podem estar no carro).


Além disso, é importante observar a garantia e qualidade da bateria de modo geral, dando preferência para dispositivos novos e originais, cobertos por garantia do fabricante. Isso é indicativo de um produto de qualidade e permite a troca caso algum defeito seja detectado. 


Preço da bateria de carro nova e vida útil

Devido à grande variedade de modelos, cada uma compatível e adequada para diferentes tipos de veículo, há uma enorme variância no preço médio de uma bateria. A tecnologia utilizada vai influenciar no valor final, bem como a potência, voltagem e amperagem do aparelho. O preço de uma bateria pode variar de R$350,00 para os modelos mais simples até R$3.000,00 quando falamos de modelos topo de linha. 


O modelo mais simples, com tecnologia SLI convencional, é também o mais acessível e econômico. Um modelo de 60Ah (ampere-hora) com essa tecnologia pode ser adquirido por R$300,00 e é compatível com grande parte dos carros populares. Esse modelo pode vir selado ou não selado, onde a principal diferença entre eles é a necessidade de manutenção, sendo essa maior na versão não selada. Exatamente por isso, a versão selada é um pouco mais cara também.


Carros com sistemas de injeção e ignição mais complexos usam outros tipos de bateria, como a com tecnologia EFB, que é compatível com carros mais modernos e que possuem sistema start-stop. Essa é uma funcionalidade que liga e desliga o motor de maneira rápida, eficiente e automática enquanto o veículo está parado e quando volta a andar. As baterias EFB também são de recarga mais rápida, se mostrando excelentes opções para carros que rodam por bastante tempo. Mais complexas do que os modelos convencionais, uma bateria com essa tecnologia tem um preço médio de R$650,00.


Para veículos de alta demanda elétrica, como carros esportivos e de luxo, uma bateria AGM é necessária para o bom funcionamento do automóvel de maneira geral. Essas baterias oferecem uma maior taxa de energia em um curto espaço de tempo, acionando motores de alto desempenho e potência ao mesmo tempo que alimentam todas as outras funcionalidades e equipamentos atrelados a um carro de luxo.


Por causa dessa alta demanda elétrica por parte desse tipo de automóvel, não é possível instalar fontes SLI ou EFB, pois elas não conseguem entregar a energia de arranque necessária para o sistema. Por conta disso, as baterias AGM são as mais caras, atingindo uma média de R$1.250,00 por um modelo de 70Ah, porém existem modelos de maior amperagem ou vida útil que atingem até R$3.000,00. 


Quando falamos de vida útil de uma bateria de carro, os modelos SLI possuem menor durabilidade, atingindo uma média de 3 (três) anos, ou seis a oito ciclos de partida (ignição) por dia. As baterias EFB são mais robustas e podem suportar até 200 ciclos de ignição por dia, apresentando uma vida útil estimada de 5 (cinco) anos. Os modelos AGM contam com uma tecnologia mais avançada e isso é visível na sua alta durabilidade, demonstrando uma vida útil de aproximadamente 7 (sete) anos. 


Como descartar uma bateria de forma sustentável?

Existe uma série de ácidos, eletrodos e outros componentes extremamente tóxicos dentro da bateria. Algumas substâncias como chumbo e ácido sulfúrico são nocivas se ingeridas e por isso podem causar grande impacto ao meio ambiente quando descartadas de maneira irresponsável. Com isso em mente, é muito importante tomar as devidas precauções e medidas para o descarte consciente deste material.


A bateria não pode ser descartada como lixo comum, nem deve ser deixada em locais inadequados e inapropriados, como terrenos baldios, barrancos de rio e outros ambientes onde ela pode intoxicar o solo, a água ou até mesmo seres vivos. Quando precisa ser descartada, leve a fonte até um posto de coleta autorizado: uma loja oficial, uma oficina, concessionária ou ecoponto. Esse lugar será encarregado de encaminhar a bateria para reciclagem de maneira correta e sustentável.


Busque sempre baterias originais, que contem com fornecedores preparados para realizar esse processo de reciclagem. Além disso, dê preferência às baterias que possuam o selo do Inmetro e do Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente), isso garante que são produtos que atendem aos padrões de qualidade e segurança ambiental desses órgãos. 



Gostou do conteúdo? Que outras dicas sobre carros você gostaria de ver por aqui? Deixe sua sugestão!


Não deixe de acompanhar também nossas redes sociais: Facebook e Instagram. 📲

66 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page