Revisão do carro: 10 cuidados para você não ficar a pé na estrada



As férias de final de ano estão aí. E em um ano como o de 2020, por causa da pandemia do novo coronavírus, muitas pessoas estão optando por viajar para destinos mais pertos.


Há uma tendência no chamado turismo de isolamento. Regiões mais isoladas estão sendo mais procuradas para evitar aglomerações.


As viagens de avião estão retomando, mas há quem opte por uma saída mais rápida, como uma viagem de carro. E aí entra um item essencial e sempre relembrado: a revisão do veículo!


Revisão não é algo que se faça apenas antes de uma viagem, mas, especialmente quando se vai pegar a estrada e por horas, ela é fundamental.


Por isso, preparamos uma lista com 10 itens cruciais para a revisão. Anote aí e confira com o mecânico se todos eles passaram por manutenção.


1. Confira os pneus


É um item que você mesmo pode olhar em casa: conferir se os pneus não precisam ser trocados. Para isso, procure o TWI em cada um deles.


Mas o que é isso? O TWI são pequenos ressaltos de borracha que ficam distribuídos nos sulcos do pneu (são aqueles espaços entre o desenho da banda de rodagem). Normalmente, o TWI está indicado por pequenas flechas ou outros sinais na banda de rodagem.

Quando o desgaste atinge essa marcação, isso significa que está na hora de trocar os pneus. É inclusive proibido andar com pneus com profundidade da banda de rodagem menor que 1,6 mm. E isso quem determina é o Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Uma outra forma bem simples e prática de avaliar o TWI é com uma moeda de R$1. Coloque a moeda nos sulcos do pneu.


Se você não conseguir ver a parte dourada da moeda, significa que o pneu ainda tem bastante borracha! Agora, se você conseguir enxergar quase toda a parte dourada da moeda, troque os pneus já!


Pode acontecer também de um lado da banda de rodagem estar mais perto da barrinha TWI do que o do outro lado. Mesmo assim, é recomendado trocá-lo! Aliás, o desgaste irregular da banda de rodagem pode indicar desalinhamento da suspensão do veículo.


Além de evitar acidentes, a manutenção do carro faz você se afastar das multas! O Código de Trânsito considera infração grave conduzir o veículo em mau estado de conservação. A penalidade são 5 pontos na carteira e multa de R$195,23.


Ah! Não se esqueça de revisar também os estepes. Eles precisam estar nas mesmas condições dos pneus em uso. E…. calibre os pneus, na quantidade de libras que o manual do carro recomenda.


2. Verifique as rodas

Aproveite a revisão dos pneus para revisar também as rodas do seu veículo. Rodas amassadas, quebradas ou trincadas podem causar vibrações, instabilidade no carro e também vazamento de ar do pneu.


3. Faça o alinhamento da suspensão e balanceamento das rodas


O alinhamento e balanceamento são igualmente importantes para o bom funcionamento do carro.


O alinhamento do veículo é o ajuste dos ângulos das rodas em relação ao piso e às linhas de centro do carro. Isso equilibra as forças que trabalham para movimentá-lo, além de dar estabilidade ao veículo. Um carro desalinhado causa instabilidade na direção e gera um consumo maior de combustível. Já as rodas desbalanceadas também podem provocar instabilidade na direção, vibrações no volante e danos na suspensão. O balanceamento garante que o peso seja distribuído igualmente ao redor de cada eixo e que as rodas girem sem causar vibrações desnecessárias.


O desbalanceamento das rodas, além de desconforto ao dirigir, causa perda de tração, de estabilidade, desgastes em peças mecânicas e prejudica o próprio pneu.


A recomendação é que você faça o alinhamento e balanceamento do veículo a cada 5 ou 10 mil quilômetros rodados. Trocou, reparou o pneu ou sofreu alguma avaria durante esse período? Faça o alinhamento e balanceamento!


4. Teste os freios


Não precisamos explicar a importância de os freios estarem funcionando bem, né? Sistema fundamental para a segurança do veículo, todos os seus componentes merecem atenção na hora da revisão.


Isso inclui os discos, pastilhas, cilindro mestre, cilindros de roda, sangria de freio, hidrovácuo. Não se esqueça de pedir para que verifiquem também o fluído de freio, ele é um dos responsáveis pelo acionamento mecânico dos freios. Ou seja, muito importante!


A revisão de todos os componentes fará completa diferença em sua viagem, principalmente em situações de perigo potencial.


5. Veja o sistema de suspensão



O papel da suspensão é dar conforto, estabilidade e segurança ao veículo. O sistema de suspensão é formado por um conjunto de componentes que precisam estar todos em bom funcionamento. Caso contrário, um prejudicará o outro.


Amortecedores, molas, bandejas, buchas, pivôs e terminais são apenas alguns deles. Por isso, a revisão da suspensão precisa ser minuciosa.


Problemas dessa ordem podem provocar ruídos, danificar o amortecedor e comprometer a estabilidade do veículo. Neste caso, o motorista pode até perder o controle da direção. Você não quer passar por isso, não?


6. Fique atento às correias dentadas


Nos casos dos veículos que utilizam correias dentadas, é preciso ficar atento ao prazo recomendado para substituição. Essa informação consta no manual do proprietário.


Isso porque dificilmente ela dá algum sinal de problema. No entanto, pode se romper por falta de manutenção e até fundir o motor do carro.


As correias são responsáveis pelo sincronismo entre o motor e o sistema de transmissão do veículo, como o acionamento das engrenagens.


7. Veja como anda o sistema de direção


Toda revisão inclui o sistema de direção. Ele é responsável pelo movimento angular das rodas e garante dirigibilidade e segurança ao veículo.


Isso inclui volante, coluna, caixa de direção, barra de direção e terminal axial. Todos eles precisam ser analisados no momento da revisão. A análise inclui a verificação do estado das peças, das coifas, folgas e vazamentos.


No caso de direção hidráulica, é preciso também examinar o nível do fluído, como já mencionamos acima.


8. Confira as velas de ignição


As velas são um dos componentes de ignição responsáveis pelo processo de combustão. São elas que criam a faísca que faz explodir o combustível e a mistura do ar dentro da câmara de combustão do motor. A explosão empurra os pistões para baixo e faz o carro andar.

Mas com o tempo, as velas de ignição enfrentam dificuldades causadas por temperaturas extremas, desgaste normal e detritos externos e contaminantes.

Elas não precisam de manutenção tão frequente quanto alguns outros componentes, mas não devem ser esquecidas. Entre 10 a 15 mil quilômetros rodados é bom serem verificadas. Já que está saindo de viagem, aproveite para conferir tanto as velas, como também os cabos de ignição.

Usar velas desgastadas pode causar uma série de problemas no veículo. Falhas ao dar a partida, diminuição da potência e rendimento e aumento no consumo de combustível são alguns deles.


9. Verifique os fluídos, óleos e filtros


Quantos quilômetros você vai percorrer até chegar em seu destino? E no local para onde vai? Leve isso em consideração para verificar a validade e a troca de fluídos e óleos do veículo. Fluídos

Isso inclui, por exemplo, o fluído de freio, que já mencionamos acima e também o fluído de arrefecimento. Este último é responsável pelo resfriamento do motor e também pela redução da oxidação e limpeza do sistema de arrefecimento.


Óleos

Já em relação aos óleos, atenção: não é apenas o óleo do motor (responsável por lubrificar as peças do motor permitindo que elas deslizem e trabalhem com mais facilidade) que precisa de cuidados.


Inclua na revisão o óleo da direção hidráulica, também chamado de fluído hidráulico, e o óleo de transmissão, responsável pela lubrificação das engrenagens do câmbio.


Tanto os fluídos quanto os óleos devem estar no nível correto e também dentro do prazo de validade. É necessário também verificar possíveis vazamentos.


E qual óleo usar? Consulte o manual do proprietário para saber o óleo ideal para o veículo.


Filtros

Agora, se você é da turma que troca o óleo do motor, mas não o filtro, saiba que a limpeza não está completa. E mais: que isso pode prejudicar o motor do seu carro!


O filtro de óleo barra as micropartículas que se soltam das peças do motor por causa do atrito entre elas e também as impurezas resultantes da queima de combustível. Tudo isso evita que elas entrem em contato com o lubrificante e com as peças do motor e cause danos.


Além dele, revise o filtro de ar da cabine, responsável por limpar o ar antes que ele flua pelo ar-condicionado. Confira também o filtro de ar do motor, para que não impeça o bom funcionamento do motor do carro.


E por fim o filtro de combustível, responsável por barrar as impurezas do lubrificante, impedindo que elas cheguem até o cilindro de combustão.


10. Revise o sistema elétrico, luzes e limpeza de vidros


Setas, farol alto, farol baixo, pisca-alerta, painel, fusíveis e componentes eletrônicos. Faça uma revisão de todos eles antes de sair de viagem. Eles também são essenciais para sua segurança.


Parece menos importante, mas não é: verifique a condição das palhetas do limpador de para-brisa. Confira se não estão ressecadas e se estão deslizando bem pelos vidros dianteiro e traseiro do veículo. Imagine pegar uma chuva na estrada com problemas nas palhetas!


De olho nos equipamentos de segurança obrigatórios e na bagagem


O mecânico ou autocenter de sua confiança fará a parte deles, mas você também precisa fazer a sua. Isso inclui abastecer o carro em um posto de combustível de confiança, contar com os equipamentos obrigatórios e até cuidar da quantidade de bagagem.


Faça um checklist para conferir se está com todos os equipamentos obrigatórios de segurança no carro. Anote aí:

  • Triângulo de sinalização;

  • Macaco e

  • Chave de roda;

Já em relação à bagagem, vamos combinar… Tem gente que parece que vai passar três meses fora, quando na verdade será apenas uma semana.


Mas qual problema? A atenção deve ser em como você vai acomodar essa bagagem no carro. Ela não pode atrapalhar a visão traseira do motorista.


Lembre-se também: quanto mais peso, maior o consumo de combustível. Isso porque um veículo mais pesado exige mais do motor. Quer economizar na gasolina? Então, economize nas malas.


Com tudo pronto, é só seguir viagem, em segurança! 😎

© 2018 Achei Pneus | www.acheipneus.com.br

  • Facebook Achei Pneus
  • Instagram Achei Pneus