Grana curta? Confira seis aplicativos para ganhar dinheiro com o carro

Atualizado: 17 de Jul de 2020



Por causa da pandemia do novo coronavírus, grande parte das pessoas está em casa e com o carro na garagem. Muitas também enfrentam problemas financeiros por terem perdido seus empregos ou não poderem trabalhar.


Uma forma que pode servir para contornar essa situação é ganhar dinheiro usando o veículo. No entanto, é importante dizer que nem todo tipo de serviço de delivery está em alta. O transporte de passageiros, por exemplo, teve uma queda brusca por causa da pandemia.


Um levantamento da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis aponta que 80% dos motoristas de aplicativo que alugam carros estão devolvendo os automóveis. Além da diminuição no número de corridas, há também os que pararam de trabalhar para evitar contaminação pelo contato com diferentes pessoas.


Mas não é só de transporte de passageiros que vivem os aplicativos de delivery. Apenas na Play Store existem mais de 200 apps de entrega, de diferentes serviços. Para se ter uma noção, o número de compras pela internet e utilização de aplicativos de entrega cresceram de 30% a 60% em algumas empresas. Grandes e-commerces também estão investindo na contratação de mais pessoas


Por isso, as entregas de mercadorias, documentos, alimentação são também uma opção. Nós vamos te apresentar a seguir alguns aplicativos que podem te ajudar. Fique com a gente!


Eu Entrego


Este é um aplicativo que conecta empresas com uma rede de entregadores autônomos em todo o país. Grandes marcas como O Boticário, Carrefour e Arezzo são clientes do aplicativo.


Para se tornar um entregador, é necessário fazer um cadastro no site da Eu Entrego. É preciso ter um CNPJ como Microempreendedor Individual (MEI) ou como Microempresário Individual (ME) para emissão de notas fiscais. Outros documentos também são solicitados, como certidão de antecedentes criminais, CNH, documento do veículo, entre outros.


Se for aceito na plataforma, o prestador de serviço escolhe quais horários, locais e quantidade de entregas irá fazer. Também é possível negar ordens de serviço. Os valores de cada percurso levam em consideração alguns fatores, como a necessidade do cliente, o tamanho dos objetos e a data e os locais de retirada e entrega.


O pagamento é feito 15 dias após as entregas realizadas. Custos como manutenção do veículo, combustível, limpeza, impostos e eventuais multas, entre outros, ficam a cargo do entregador.


Uber Direct


Por conta da pandemia do coronavírus, o transporte de passageiros por aplicativos como o Uber caiu drasticamente. Alguns motoristas alegam uma queda de 90% no número das corridas. Além disso, outros preferiram parar de trabalhar pelo risco de contaminação.


No entanto, existem outras opções que podem ser mais seguras. É o caso do Uber Direct, um serviço temporário disponível para quem usa o Uber para Empresas. Com ele, é possível chamar motoristas parceiros para entregar produtos para seus clientes.


Esse serviço entrou em operação no mês de abril e por enquanto está disponível apenas em São Paulo.


Uber Eats


Outra opção é o Uber Eats. Você pode trabalhar com as entregas mesmo que não seja um motorista de passageiros. Por conta da pandemia, o Uber Eats incluiu lojas virtuais de conveniência, farmácias e pet shops no aplicativo, além dos restaurantes.


Para se cadastrar, é preciso ter a opção “exerce atividade remunerada” na CNH. Também é necessário o Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo. Os dois documentos devem estar dentro da validade.


O entregador pode tanto ser Pessoa Física (PF) quanto Jurídica (PJ) e o veículo não precisa estar no nome de quem fará as entregas. Com o aplicativo, a pessoa escolhe quando dirigir, quais horários e dias prefere.


Caso seja preciso usar um estacionamento para a entrega, o Uber Eats reembolsa os custos, mediante a apresentação do comprovante. Outro ponto positivo é a cobertura de seguro para acidentes pessoais. O motorista fica coberta no percurso da entrega.


Lalamove


A empresa foi fundada em Hong Kong no ano de 2013. Atualmente, a Lalamove está presente em mais de 260 cidades na China, sudeste asiático, Índia e América Latina. No Brasil, os serviços da empresa estão disponíveis apenas nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.


Assim como outros aplicativos, conecta empresas a entregadores. Segundo a própria Lalamove, são 15 milhões de clientes, incluindo lojas, grandes restaurantes, redes de varejo e comércios eletrônicos. Ao todo, são 2 milhões de motoristas parceiros em diferentes países.


Os pré-requisitos para se tornar um entregador são: ser maior de idade, ter uma moto, carro ou van e carteira de motorista. É preciso também preencher uma ficha de inscrição no site da empresa. Antes de começar a dirigir, o entregador passa por um treinamento.


Os preços variam de acordo com a distância percorrida, o horário e parada adicional. Também há acréscimo no valor caso o motorista precise auxiliar no carregamento da mercadoria na hora da entrega.


O motorista controla o quanto está ganhando em cada entrega e o saldo total pelo aplicativo. É possível sacar o dinheiro a qualquer momento.


Click Entregas


Outro aplicativo que por enquanto está disponível apenas na grande São Paulo. A empresa nasceu na Rússia e trabalha com entregas expressas. Também é possível fazer agendamentos.


Para ser um entregador, é preciso preencher uma ficha no aplicativo. O motorista pode optar por trabalhar com moto, carro ou van. É necessário também ser um Microempreendedor Individual (MEI) para receber da plataforma.


As entregas variam de valor se o pedido for feito por uma pessoa física ou empresa. Há uma tarifa mínima para cada tipo de veículo e adicionais de acordo com a distância. Se houver parada adicional ou carga e descarga o valor também muda.


O pagamento pode ser feito em dinheiro, já no ato da entrega, ou faturado no boleto. Neste caso, a Click Entregas faz o repasse dos valores a cada 15 dias via depósito bancário.


Rappi


Outra opção para ganhar dinheiro com o carro fazendo entregas é o Rappi. O aplicativo foi criado em 2015 na Colômbia e atualmente está presente em diversas cidades brasileiras.


Com ele, é possível fazer entregas de compras em supermercados, comidas de restaurantes, pedidos de farmácias e delivery de bebidas. Há outras opções também.


Para ser um entregador da empresa é preciso fazer um cadastro pelo aplicativo Rappi Entregador. É necessário enviar foto do RG, CNPJ, CNH ou RNE (Registro Nacional de Estrangeiro). As entregas podem ser feitas com bicicletas, motos ou carros.



Mantenha o carro limpo para evitar contaminação


Todas as empresas de entrega estão adotando orientações de precaução para evitar o contágio dos motoristas pelo coronavírus. Usar máscaras, lavar as mãos constantemente, utilizar álcool gel, higienizar o veículo e as embalagens estão entre os procedimentos.


Se você optar por trabalhar com o carro fazendo entregas, cuidado redobrado com a higiene! Aqui na Achei Pneus já escrevemos sobre esse assunto. Confira nosso post “Coronavírus: 5 cuidados indispensáveis com o carro durante a pandemia”.


Também procure se proteger contra sinistros, furtos e roubos. Leia neste post as principais diferenças entre seguros e rastreadores para seu veículo.


Por fim, não deixe de cuidar de seus pneus. Para isso, separamos oito dicas para evitar o desgastes dos pneus. Está na hora de trocar? Então confira o que você precisa saber para não errar na hora da compra.


Para ficar por dentro de nossos conteúdos, assine nossa newsletter abaixo!


Tem alguma dúvida ou sugestão? Conte para a gente nos comentários.


Para receber as notificações de nossas respostas aos seus comentários, torne-se um membro do blog! Basta se cadastrar no topo desta página :)

© 2018 Achei Pneus | www.acheipneus.com.br

  • Facebook Achei Pneus
  • Instagram Achei Pneus