top of page
  • Foto do escritorAchei Pneus

Pneu nota Inmetro: por que é difícil um pneu ter nota máxima no Brasil

Atualizado: 13 de nov. de 2023


etiqueta AA Inmetro

O Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), com o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE), desempenha um papel fundamental na regulamentação e certificação de produtos no Brasil. Quando se tratam de pneus, o Inmetro determina os critérios de classificação para garantir a qualidade e a segurança desses itens essenciais para os veículos.


Embora a etiqueta exista para parâmetros de qualidade dos pneus, no Brasil, ter um pneu com nota máxima em todos os quesitos é raro. Vamos explorar nesse artigo os motivos por trás dessa classificação do Inmetro ser tão específica e como a etiqueta funciona e pode ser lida!


Veja o que você vai ler nesse conteúdo:


O que você precisa saber sobre a nota do Inmetro para pneus

A avaliação dos órgãos regulamentadores para pneus é uma forma de classificar e aprovar a comercialização dos pneus nos países. Para cada país, há um tipo de selo/aprovação específica. No Brasil, o método usado é a etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que contém os principais critérios para garantir se um pneu é seguro ou não e ainda, quais os índices dele em relação a outros pneus.


Mas, afinal, pneus com baixos índices são de fato ruins? É claro que não!


A ausência de uma nota máxima nos pneus não quer dizer que ele não seja um bom pneu. Decorre do fato de que as tecnologias e os materiais utilizados por cada fabricante continuam evoluindo, dificultando definir um ponto de referência como absoluto e deixando mais seletos os pneus que gabaritam os índices da etiqueta. À medida em que a indústria de pneus avança constantemente em busca de melhorias e uso de novas tecnologias, os critérios da etiquetagem do Inmetro vão se moldando e sendo colocados como melhores e mais bem avaliados.


Portanto, ao escolher pneus pela nota do Inmetro, considere fatores como o tipo de veículo que você possui, as condições climáticas em que você dirige com mais frequência e seu orçamento. Com essas considerações, é possível escolher um pneu que se adeque a suas necessidades e condições no momento, um exemplo disso, economizar comprando um pneu com índice de ruído mais alto, mas que possui um ótimo índice em pistas molhadas, garantindo foco na dirigibilidade do que no conforto acústico.


Mas, para isso, é preciso entender os critérios presentes nas etiquetas, entenda abaixo!


Critérios de classificação de pneus no Inmetro

símbolos etiqueta Inmetro

Os critérios de classificação de pneus no Inmetro são três: eficiência energética, desempenho em pista molhada e ruído externo. Eles levam em consideração uma série de fatores para cada pneu, cada um desses critérios é avaliado em testes rigorosos para determinar a classificação final do pneu e aprová-lo para a comercialização no mercado brasileiro de pneus.


Veja os três pontos principais da etiqueta Inmetro:

1. Eficiência Energética (Consumo de Combustível)

A classificação de eficiência energética é indicada por uma letra, que varia de "A" (mais eficiente) a "G" (menos eficiente). A letra é acompanhada por uma escala de cores, onde "A" é geralmente verde e "G" é vermelho.


2. Aderência em pista molhada

A aderência em pista molhada é indicada por outra letra, que também varia de "A" (melhor aderência) a "G" (menor aderência). Pneus com classificações mais próximas de "A" oferecem uma melhor aderência em superfícies úmidas.


3. Ruído externo

O nível de ruído externo é apresentado em decibéis (dB) e é acompanhado por um ou mais símbolos de ondas sonoras. Quanto menos ondas sonoras preenchidas (até três), mais silencioso é o pneu em comparação com os padrões estabelecidos.


Como ler a etiqueta do Inmetro para pneus

Na hora de escolher um pneu, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre a avaliação do Inmetro nas etiquetas, o que é comum, afinal, a troca de pneus não é algo constante para os motoristas! Mas, é importante entender como essa etiqueta funciona e saber quais pontos estão sendo avaliados nos pneus.


Nós já trouxemos aqui no blog um conteúdo exclusivo para você entender como ler os índices e números da etiqueta do Inmetro para pneus, confira!



Pneu e segurança: o que significa a classificação do Inmetro

homem pensando

A classificação do Inmetro em pneus desempenha um papel importante no auxílio da compra para os motoristas. Cada aspecto avaliado na etiqueta tem um impacto direto na performance do pneu em diferentes condições de estrada.


Por exemplo, a aderência em piso molhado influencia a capacidade do pneu de parar em uma situação de frenagem em pistas molhadas, enquanto a resistência ao rolamento afeta o consumo de combustível e a eficiência do veículo. Portanto, embora não exista uma nota máxima, é essencial que os motoristas compreendam como interpretar os dados da etiqueta para escolher o pneu certo.


Vale ressaltar que, não é porque o pneu possui um índice baixo em algum dos quesitos acima citados, que ele não seja uma boa escolha ou que não seja seguro. Se há etiquetagem do Inmetro no pneu é porque ele foi aprovado pelo órgão fiscalizador e está apto para a comercialização.


A importância da classificação de pneus

A constante busca por novas tecnologias e melhoria nos pneus pelas fabricantes, leva a classificações que variam com o tempo. Os consumidores devem considerar não apenas a classificação em si, mas também como os pneus atendem às suas necessidades específicas de direção.


Dependendo do seu estilo de condução, as características de um pneu podem ser mais importantes do que outras. Portanto, a chave para escolher os pneus certos está em entender suas próprias prioridades e necessidades individuais.


É importante saber também que há pneus que não possuirão os melhores índices, pois são feitos para desempenhos diferentes. Um exemplo disso é um pneu off-road, que não tem índices de ruído, pois seu desempenho não está atrelado a ter conforto acústico para os motoristas. Ele também não apresenta índices “A” em eficiência energética, pois como é um pneu robusto, suas tecnologias são eficientes para dirigibilidade em diversos tipos de terrenos e não economia de combustível.


Por que há pneus com índices isentos na etiqueta Inmetro?

Conforme o item 1.1.2 da Portaria Inmetro nº. 544/2012 explicado pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP), não são obrigados a ter a etiqueta do Inmetro: pneus reformados, pneus de bicicletas, pneus de uso exclusivo em veículos agrícolas, destinados a veículos de competições, militares, industriais e pneus de empilhadeiras.


A associação explica ainda: “As categorias a seguir foram excluídas dos ensaios de desempenho e também não precisam da etiqueta: pneus de motocicletas, motonetas, ciclomotores, veículos de coleção, pneus diagonais, pneus para uso exclusivamente temporário e pneus para uso profissional em condições ‘off road’ e para uso em eixo trativo de caminhões e ônibus, em condições ‘on/off road’, ambos com características específicas definidas no regulamento.”


Resumindo, os pneus nessas condições não são avaliados com os critérios estabelecidos pelo Programa Brasileiro de Etiquetagem, pois os índices apresentados nestes pneus seriam classificados como “ruins”. Uma vez que os teste são realizados em pistas asfaltadas (não favorável aos pneus off-road, por exemplo) e com o objetivo sendo o “foco na segurança e desempenho, por meio do mecanismo de certificação, visando a prevenção de acidentes e aumento da eficiência energética” segundo a própria Portaria n.º 544. Desse modo, os testes não são favoráveis a todos os pneus, permitindo assim, a isenção de algumas categorias.


Mas, afinal, qual pneu é índice AA no Brasil?

Poucos pneus gabaritam a etiqueta do Inmetro. O Pirelli PZero (PZ4) na medida 235/50R20 é um exemplo. O pneu é um produto de ultra-alta performance da fabricante, desenvolvido com todo o conhecimento tecnológico do automobilismo da Pirelli em conjunto com montadoras de automóveis líderes do mercado.


etiqueta pneu Pirelli PZero 235/50R20

Fatores a considerar além da etiqueta do Inmetro para pneus

A segurança e a economia estão muito atreladas aos índices presentes na etiqueta do Inmetro, mas, embora esses índices de fato sejam classificados para o auxílio dos motoristas, um pneu pode não desempenhar corretamente como está apresentado na etiqueta se o motorista não manter as boas condições de dirigibilidade com ele.


Um pneu de índice “A” em eficiência energética, por exemplo, só apresentará de fato um desempenho positivo e econômico no combustível se o pneu estiver calibrado corretamente, balanceado e rodando nos limites estabelecidos nas estradas, já que, os teste feitos para essa classificação, são respeitando essas condições.


Da mesma forma, um pneu só terá a eficiência nas pistas molhadas se o condutor estiver dirigindo corretamente nas estradas, uma vez que a segurança também está atrelada ao veículo como um todo e, principalmente, à direção do motorista.



📃 Esse conteúdo te ajudou?


Cada pneu possui uma interpretação na hora de ser avaliado, por isso, se precisar de ajuda, nossos especialistas estão disponíveis para lhe auxiliar em qualquer dúvida sobre as etiquetas dos pneus.


Acompanhe o blog e siga a Achei Pneus no Facebook e Instagram para não perder as novidades! 📲


11.880 visualizações1 comentário

1 則留言


Achei Pneus
Achei Pneus
2023年9月22日

Realmente, é bem difícil ter um Pneu com Classificação A A A no Brasil. Será que o Pneu Íon da Hankook logo vêm para cá com sua tecnologia? Seria super interessante.

按讚
bottom of page