top of page
  • Foto do escritorAchei Pneus

Por que alguns pneus vêm com “ISENTO” na Etiqueta Inmetro?

Na hora de escolher um novo pneu off-road, você já se deparou com a Etiqueta Inmetro marcando "ISENTO" para todos os índices? Saiba que isso é normal e existe uma boa explicação. Mas, afinal, todo pneu pode ter essa isenção nas avaliações? Continue a leitura e descubra quais são os pneus e o que avaliar além dos índices do Inmetro nesses casos.

etiqueta Inmetro nota isenta

Neste artigo, você vai conferir:

O que é a etiqueta do Inmetro e quais critérios ela avalia?

Quais são os tipos de pneus isentos na Etiqueta Inmetro?

Um pneu “isento” na classificação da etiqueta Inmetro deixa de ser confiável?

Quais são as vantagens de ter um pneu isento de classificação?


O que é a etiqueta do Inmetro e quais critérios ela avalia?

A etiqueta do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro) é um selo de conformidade encontrado nos pneus em seus pontos de venda, que determina que esses produtos cumprem os requisitos mínimos de desempenho estabelecidos pelo órgão através de critérios técnicos.


Isso significa que, independentemente da nota presente na etiqueta, o pneu foi avaliado como confiável para rodar em estradas, segundo a avaliação de técnicos regulamentados do Inmetro.


Ainda que a etiqueta, por si só, já seja uma ferramenta de validação e confiança do produto, ela também classifica os pneus com notas de F (menor nota) até A (maior nota) para os critérios “aderência à pista molhada” e “economia de combustível”. Isso é uma maneira de indicar o grau de eficiência dos pneus quando comparados entre si, pois mesmo um pneu com nota F ainda é um produto averiguado e aprovado pelo órgão como perfeitamente eficiente.


Além disso, consta na etiqueta o nível de ruído do pneu na hora de dirigir na estrada, medido em decibéis (dB), e representado graficamente com três indicadores de barulho diferentes, que variam entre uma, duas ou três barras. Quanto mais barulho o pneu fizer, mais barras estarão na etiqueta.


Alguns pneus contam com uma classificação diferente das notas de A até F, pois, em suas respectivas etiquetas, essas classificações constam como isentas. Existem pneus especiais que não sofrem o mesmo processo de elencagem dos demais pneus.


Novamente, a existência da etiqueta já demonstra que o pneu, apesar de não ter classificação de aderência ou de consumo de combustível, apresenta os parâmetros e requisitos mínimos exigidos pelo órgão regulador, demonstrando confiabilidade e segurança.



Quais são os tipos de pneus isentos na Etiqueta Inmetro?

A etiquetagem de pneus pelo Inmetro tem o objetivo de fornecer informações ao consumidor sobre a eficiência energética, a aderência em piso molhado e o nível de ruído dos pneus por meio de testes realizados em pistas lisas, geralmente asfaltadas e desenvolvidas especificamente pensando nos pneus de passeio (HT).


No entanto, há vários tipos de pneus que contemplam a gama dos pneumáticos, como é o caso dos pneus off-road, pneus de competição, de veículos agrícolas e por aí vai. 


Mas, afinal, se o programa de etiquetagem traz notas para os pneus, por que esses em questão são isentos?

A resposta é simples: esses pneus possuem características distintas e entregam outra proposta para o seu uso. Um pneu off-road, por exemplo, é um pneu robusto, que entrega eficiência em trilhas pesadas.


Desse modo, colocá-lo em uma pista asfaltada para realizar um teste de ruído será irrelevante, visto que quem procura por esse pneu não busca silêncio ao rodar. Um pneu de corrida não será econômico, já que precisa entregar velocidade e alta capacidade de aderência em piso seco… e assim funciona para todos os modelos isentos.


Essas exceções existem porque os critérios de desempenho, uso e condições operacionais desses pneus podem ser significativamente diferentes daqueles para os quais a etiqueta é relevante.


Alguns pneus com classificações isentas ou isentos da Etiqueta Inmetro são:

  • pneus para veículos agrícolas e fora de estrada (off-road);

  • pneus reformados ou recauchutados;

  • pneus de uso exclusivo em competições;

  • pneus de uso temporário (estepe);

  • pneus de motocicletas e bicicletas;

  • pneus industriais.

Jipe com pneu para trilha

Um pneu “isento” na classificação da etiqueta Inmetro deixa de ser confiável?

O pneu com classificação “isento” tem características únicas e distintas, fazendo com que ele não possa ser classificado da mesma maneira que um pneu de passeio comum. Isso, entretanto, não quer dizer que ele não pode ser um pneu de alta qualidade e ultrapassar outros pneus em questão de aderência ou de economia de combustível.


Apesar das aplicações mais restritas e especializadas, esses são pneus que foram testados e aprovados antes de serem comercializados. Todos passaram por certificação e validação técnica com base em critérios previamente estabelecidos pelos profissionais do Inmetro. Ou seja, são produtos que atendem às normas de segurança e os pré-requisitos para uma viagem segura e confiável.


Ainda que não sejam pneus próprios para passeio, aqueles que contam com classificação isenta atendem uma diferente gama de exigências e situações únicas. Pneus de carga pesada, para trabalho agrícola ou que enfrentam superfícies montanhosas e trilhas mais hostis caem nessa categoria e é fácil imaginar que eles não são completamente adequados para o asfalto em rodovias e vias urbanas, mas que apresentam confiabilidade em seus devidos segmentos.



Quais são as vantagens de ter um pneu isento de classificação?

Apesar de não terem sido devidamente classificados para uso em estradas, os pneus isentos são produtos extremamente especializados para atender a um nicho específico. Por conta disso, a vantagem desse tipo de produto está, justamente, na sua estrutura focada em suprir essa demanda de mercado.


Um pneu com classificação isenta pode ser a escolha ideal para quem vai fazer uma trilha em região rochosa ou hostil, sendo capaz de ultrapassar obstáculos que um pneu de passeio normal não seria capaz, além de resistir aos danos desse tipo de ambiente com mais facilidade por conta de uma construção mais robusta e resistente. 


Além disso, existem pneus sob essa classificação que são voltados a um tipo de serviço, como pneus para trabalho agrícola ou de carga especial, além de pneus para maquinário especializado, como escavadeiras e empilhadeiras. Nesse caso, a vantagem dos pneus isentos é, justamente, serem próprios para esse tipo de função, conseguindo desempenhar de maneira satisfatória quando comparados com outros pneus de passeio convencionais.


Dessa forma, concluímos que um pneu com classificação isenta cumpre funções bastante particulares, mostrando-se ideais para uma situação única. Por isso, não podem ser classificados da mesma maneira que pneus de passeio dentro das notas do Inmetro.



Gostou do conteúdo? 😄


Se ainda ficou alguma dúvida, deixe nos comentários que auxiliamos você. Ou, se preferir, fale conosco pelo WhatsApp (47) 9999-5584 e converse com um de nossos especialistas!


Não deixe de acompanhar nossas redes sociais: Facebook e Instagram. 📲

2.077 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page