Pneu que não fura? Conheça algumas tecnologias disponíveis e as principais dúvidas

Atualizado: Mai 13


Imagem de pneu run flat e de pneu ContiSeal

Pneu que não fura existe?


Ainda não foi desenvolvido pelas fabricantes um pneu que não fure. A Michelin já desenvolveu um tipo de pneu que não precisa de ar e por isso é à prova de furos. É o Uptis, que está sendo testado pela General Motors. Caso os testes sejam bem-sucedidos, eles podem começar a ser usados em carros de passeio a partir de 2024.


Enquanto isso, há tecnologias disponíveis no mercado que permitem que o carro consiga rodar até uma certa quantidade de quilômetros mesmo com o pneu sem pressão de ar. A vantagem está na segurança, já que você não precisa parar imediatamente para trocar o pneu. Hoje, vamos falar de duas dessas tecnologias: pneus run flat e pneus auto selantes.


Pneus com a tecnologia run flat são fabricados por diferentes marcas. Cada uma delas os identificam de uma forma (veremos abaixo). Já pneus com tecnologias auto selantes são fabricados pela Continental (o ContiSeal) e pela Pirelli (o Seal Inside).


Qual a diferença entre a tecnologia run flat e a auto selante?


Um pneu run flat tem uma estrutura reforçada capaz de sustentar o veículo mesmo com a perda de pressão de ar quando ele fura. Já os pneus auto selantes não possuem esse reforço. Eles utilizam uma camada vedante na parte interior do piso do pneu, que envolve a superfície perfurante, como um prego, e impede o vazamento de ar.


O modelo de pneu run flat mais comum no mercado é aquele que possui um “auto suporte”. Ele tem uma estrutura mais robusta. Isso inclui uma borracha mais grossa e laterais, ombros e talões (que fixam os pneus na roda) mais resistentes. Algumas montadoras, como Mini e BMW, adotam esse tipo de pneu na maioria de seus carros.


Conheça cada uma das partes dos pneus e suas funções.


Quando o pneu fura e perde pressão de ar é essa estrutura reforçada que dá sustentação ao veículo. Isso não significa que você poderá andar com o pneu desse jeito sem se preocupar em trocá-lo!


A recomendação é de que não se percorra mais de 80 quilômetros, numa velocidade máxima de 80km/h para substituí-lo. Nestas condições, é possível rodar com segurança, até encontrar um local para trocá-lo, evitando o detalonamento do pneu (quando ele desencaixa da roda).


No caso do pneu com auto selante, também é importante que se pare em um local seguro, como um autocenter, se perceber que ele foi perfurado. Evite andar por muito tempo nessas condições, até porque pode acontecer de o vedante não funcionar adequadamente e o ar vazar. Nestes casos, o pneu deve ser retirado de serviço.



De acordo com as fabricantes, a camada selante nestes pneus é capaz de vedar 85% de todas as perfurações na banda de rodagem, impedindo o vazamento de ar.

Mas não é qualquer tipo de perfuração que ela fecha!


A tecnologia foi desenvolvida para vedar pequenos furos no pneu (até 5 mm de diâmetro), como aqueles causados por pregos.


Lembrando que a camada selante protege contra perfurações na banda de rodagem, mas não em outras partes do pneu como a lateral.


Qualquer carro pode utilizar pneus run flat e com tecnologia auto selante?

Para os pneus run flat, a resposta é não!

Isso porque eles precisam ser homologados para cada modelo de veículo. Para rodar com eles, os veículos precisam ser equipados com algumas tecnologias. É necessário que tenham por exemplo sensor de pressão (TPMS), porque o motorista pode não perceber que os pneus estão sem ar.

Além disso, o veículo deve ter o projeto de suspensão adaptado aos pneus desse tipo, que são mais pesados e duros. Os pneus run flat costumam ter em torno de 2 a 4 quilos a mais que os convencionais.

A melhor forma de usar um pneu run flat é comprando um veículo que já saia de fábrica equipado com eles. É o caso do BMW X1, BMW X3, Mercedes C200 e MINI COOPER COUNTRYMAN. Em 2020, a Ford lançou a EcoSport Titanium com pneus run flat e sem estepe.


Conheça nossa lista de pneus run flat

Com relação aos pneus com tecnologia auto selante, eles podem ser usados em qualquer veículo.

Segundo a Continental, não há necessidade de nenhum equipamento extra no carro. O TPMS (sensor de pressão) é interessante ter, mas não é determinante para o uso desse tipo de pneu. Também não são necessárias rodas específicas.

Além disso, eles são mais leves e mais silenciosos em comparação aos run flat e não afetam a dirigibilidade e o conforto do veículo. O Tiguan, da Volkswagen, por exemplo, sai de fábrica com pneus ContiSeal, da Continental.

Por ser uma tecnologia relativamente cara, não são muitas as medidas oferecidas pela Continental dos pneus com tecnologia selante. A marca oferece cinco medidas de pneus dos modelos ContiSportContact 5 e ContiSportContact 5 SUV para os aros 18” e 19”.


Confira nossas opções em estoque com desconto:

Pneu 235/40R18 Continental ContiSportContact 5 95W ContiSeal

Pneu 235/45R18 Continental ContiSportContact 5 94W ContiSeal

Pneu 235/55R18 Continental ContiSportContact 5 SUV 100V ContiSeal

Pneu 255/45R19 Continental ContiSportContact 5 SUV 100V ContiSeal


Essas tecnologias tornam os pneus mais caros?

Sim!

Os pneus run flat costumam ser cerca de 30% mais caros que os pneus convencionais. Isso porque usam mais tecnologia e matéria-prima. Os auto selantes podem variar de 20 até 50% mais caros.


Os pneus run flat e aqueles com tecnologia auto selante duram menos que os pneus convencionais?

Os pneus run flat têm menor durabilidade porque costumam se desgastar mais. Apesar de serem mais reforçados, o peso e o material dos pneus provoca maior desgaste com o tempo.

Já os auto selantes têm a mesma durabilidade, comportamento e performance dos pneus convencionais.

É possível consertar um pneu run flat e um com auto selante?

A maioria dos fabricantes não indica o conserto de um pneu run flat. A orientação é substituí-los. Já a Continental afirma que eles podem ser reparados. Para isso, a marca diz que é necessário fazer uma boa análise da carcaça do pneu. Apenas assim é possível saber se ela suportará um reparo.


No caso dos pneus auto selantes, eles podem ser consertados dependendo do tamanho do furo. Para isso, é preciso remover parcialmente o vedante da porção afetada. Mas se o dano for na lateral do pneu é provável que eles não possam ser recuperados.


Como identificar pneus Run Flat e auto selantes?


Cada marca utiliza uma sigla específica para identificar um pneu run flat:

  • Na Continental, por exemplo, os pneus run flat são indicados por SSR;

  • Na Bridgestone, por RFT, RSC, MO Exctended e RF;

  • A Goodyear utiliza a sigla ROF;

  • Michelin usa ZP;

  • Dunlop – DSST CTT;

  • Na Pirelli, a sigla é RSC run flat.



Já um pneu com tecnologia auto selante, como o ContiSeal e o Inside Seal, pode ser identificado por meio de um símbolo em sua parede lateral.






Posts recentes

Ver tudo