Durabilidade do pneu: entenda por que é um erro comparar Treadwear de marcas diferentes

Atualizado: 17 de Jul de 2020


Aqui neste blog, já fizemos um post explicando o que é o Índice Treadwear. Resumidamente, ele é um índice que indica a taxa média em que a borracha da banda de rodagem do pneu se desgasta.


Ele é uma medida obrigatória pelo governo dos Estados Unidos para comercialização de pneus por lá. Por aqui, o Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) do Inmetro não exige que os pneus brasileiros trabalhem com esse índice.


Por isso, em alguns pneus pode ser que você não encontre o índice Treadwear. Os critérios avaliados pelo PBE são: resistência ao rolamento, aderência em pista molhada e ruído externo.


O objetivo do Treadwear é permitir que o consumidor possa comparar o índice de pneus de diferentes marcas para escolher o mais durável. Entretanto, não é bem assim que funciona. Relacionar o Treadwear de marcas diferentes é um erro e pode gerar confusões! Continue lendo e entenda o porquê.


Onde fica o Treadwear no pneu e como ler o índice?



Ele fica na lateral do pneu. Olhe lá e você encontrará a palavra Treadwear. Ao lado, terá um número, que corresponde ao índice. O valor de referência é 100.


Por exemplo: se o pneu tiver um Treadwear de 70, ele irá se desgastar 30% mais rápido que um pneu de 100. Já um pneu com índice de 600 vai durar 6 vezes mais que o de 100.


Mas atenção! Aqui temos a primeira observação. O índice Treadwear é apenas um parâmetro, porque o desgaste de um pneu vai depender de muitos outros fatores. Isso quer dizer que não necessariamente um pneu com Treadwear 600 vai durar mais que um com índice 400, por exemplo.


Por que não se pode comparar o Treadwear de marcas diferentes?


Vamos começar contextualizando. O índice Treadwear faz parte de uma classificação chamada Uniform Tire Quality Grading (UTQG). Traduzido, isso significa Classificação Uniforme da Qualidade dos Pneus.


O UTQG foi criado nos anos de 1970 por um setor dentro do Departamento de Transportes dos Estados Unidos (DOT). A partir de 1979, todos os pneus fabricados para a venda no país foram obrigados a ter a classificação UTQG. Sem ela, os pneus não seriam aprovados pelo DOT e não poderiam ser usados no país.


A classificação UTQG abrange um conjunto de padrões, que medem a banda de rodagem, a resistência à temperatura e a tração do pneu. O índice Treadwear é o padrão que se refere à banda de rodagem.


Embora o governo seja o responsável por estabelecer os padrões de classificação, ele não é o responsável pela realização dos testes. Estes são feitos pelos próprios fabricantes ou por empresas independentes contratadas por eles.


Todos eles passam pela mesma prova. Eles devem percorrer uma rota de quase 12 mil quilômetros no estado do Texas.


Embora o departamento de trânsito tenha o direito de inspecionar os dados, as notas que os pneus recebem são dadas pelos próprios fabricantes com base nos resultados dos testes.


É aí que está a confusão do Treadwear. Como são as próprias marcas que se atribuem notas, cada uma pode utilizar parâmetros diferentes de cálculo. Por isso não é possível comparar pneus de concorrentes.


O índice Treadwear corresponde à quilometragem que o pneu fará até se desgastar?


A resposta é não. Não há relação entre o Treadwear e a quilometragem que o pneu consegue fazer até precisar ser trocado.


Isso porque o índice, que indica o desgaste da banda de rodagem, não é baseado em uma projeção de quilometragem. Ele é um índice numérico que avalia quão bem o pneu é revestido, em comparação a um pneu de referência.


Mas então o Treadwear não serve para nada?


Serve sim. Ele é um bom índice para se comparar a durabilidade entre pneus da mesma marca. O cuidado maior deve ser realmente em não fazer comparações entre concorrentes.


Embora essa devesse ser sua real e melhor utilidade, infelizmente o modo como o índice é calculado não permite certas comparações.


Como dissemos antes, o Treadwear é apenas um parâmetro. Há muitos outros fatores que influenciam no tempo de duração de um pneu. Vamos conhecê-los!


Fatores que interferem na durabilidade do pneu

O modo como você dirige, o tipo de terreno por onde mais anda e os cuidados de manutenção são determinantes para a durabilidade do pneu.

Acelerar demais o carro, frear de forma brusca, dirigir em alta velocidade constantemente ajuda a desgastar a banda de rodagem. As vias pelas quais você mais passa também são determinantes.

Ruas asfaltadas e sem buracos irão desgastar menos um pneu do que vias de terra, saibro ou mal conservadas. Concorda?

Utilizar uma pressão menor do que a recomendada pelo manual do veículo para calibrar os pneus também. Isso porque a borracha terá mais contato com o solo e se desgastará com mais rapidez.

Fazer o balanceamento do veículo a cada 10 mil km rodados ou sempre que sentir que é necessário ajuda a manter o bom estado do produto. O rodízio entre os pneus dianteiros e traseiros também pode equilibrar e atrasar o desgaste do pneu.

Para saber mais sobre isso, confira nosso post com 8 dicas para evitar o desgaste dos pneus.

Além de tudo isso ajudar na maior durabilidade do produto, também auxilia a diminuir custos com combustível. Isso mesmo! Neste post cinco dicas de boa direção para economizar no bolso.

Para saber quando seu pneu deve ser trocado, é aconselhável verificar o Tread Wear Indicator (TWI). O TWI é o indicador que fica na banda de rodagem (veja imagem abaixo) de todos os pneus. Quando o desgaste atinge essa marcação, significa que está na hora de trocar os pneus.

Gostou do nosso conteúdo? Inscreva-se em nossa newsletter abaixo para receber atualização sempre que fizermos nova publicação.

Tem alguma dúvida ou sugestão? Conte para a gente nos comentários.


Para receber as notificações de nossas respostas aos seus comentários, torne-se um membro do blog! Basta se cadastrar no topo desta página :)

© 2018 Achei Pneus | www.acheipneus.com.br

  • Facebook Achei Pneus
  • Instagram Achei Pneus