top of page
  • Foto do escritorAchei Pneus

Guia completo sobre pneus: respondemos as 10 perguntas mais comuns

Sabemos que o assunto pneu gera muitas dúvidas entre os motoristas, por isso decidimos reunir as dez perguntas mais comuns sobre pneus e respondê-las em um guia completo. Se você já se perguntou qual é a pressão correta para calibrar os pneus, quando é necessário trocá-los ou se é possível trocar o pneu por um de outra medida, continue lendo este post!

homem pensando sobre pneus

Veja quais perguntas serão abordadas no conteúdo:


1. Como ler a medida do pneu?

A medida do pneu é composta por sete números e uma letra que indicam a largura, o perfil, o tipo de construção e o diâmetro da roda do pneu. Para entender cada divisão, considere a medida 205/55R16:


205 – 205 mm de largura;

55 – 55% de altura (em relação a largura do pneu) neste caso, 112.75 mm;

R – construção radial;

16 – número em polegadas do diâmetro da roda.


Além disso, a medida do pneu também inclui outros elementos que informam sobre o índice de carga e o símbolo de velocidade, marcados por um número e uma letra, respectivamente. Por exemplo, se o pneu 205/55R16 91V tem o 91 como índice de carga, que corresponde a 615 kg de carga máxima suportada por pneu e o V como símbolo de velocidade, que corresponde a 240 km/h de velocidade máxima. Os números correspondentes de cada índice estão na tabela abaixo!

tabela índices de carga e velocidade dos pneus

Para saber mais a fundo sobre essas medidas, leia nosso conteúdo: Como ler as medidas do pneu?.


2. Os pneus têm prazo de validade?

Os pneus não têm prazo de validade, mas, sim, a garantia oferecida pelos fabricantes, que normalmente é de cinco anos a partir da data da nota fiscal de compra do pneu ou da data de compra do veículo novo.


No entanto, isso não significa que os pneus possam ser usados indefinidamente, pois eles estão sujeitos ao desgaste natural e ao envelhecimento da borracha. Por isso, é recomendável trocar os pneus após 5 anos de uso, mesmo que eles não apresentem desgaste aparente.


👉 Para saber a data de fabricação dos pneus, basta verificar o número DOT marcado na lateral do pneu, que indica a semana e o ano de produção. Leia o conteúdo DOT do pneu: ele indica a validade do pneu? para saber sobre esse índice!


3. Quando sei que tenho que trocar os pneus?

Você sabe que tem que trocar os pneus quando eles apresentam sinais de desgaste, danos ou envelhecimento. Um dos principais indicadores desses sinais é o TWI (Tread Wear Indicator), que são pequenas marcações entre os sulcos da banda de rodagem do pneu que medem 1,6 mm de altura.


Quando os sulcos atingem essa marca, significa que o pneu chegou ao limite de segurança estabelecido pelas fabricantes e deve ser substituído. Outros sinais de que os pneus precisam ser trocados são: cortes, bolhas, rachaduras, deformações, perfurações ou vazamentos de ar.



4. Como ler a etiqueta Inmetro dos pneus?

A etiqueta Inmetro dos pneus fornece aos consumidores informações valiosas sobre três aspectos do desempenho dos pneus: resistência ao rolamento, aderência no molhado e ruído externo.


A resistência ao rolamento é a força que se opõe à rotação do pneu, sendo influenciada principalmente pelo desenho e composto da banda de rodagem. Essa resistência afeta o consumo de combustível e as emissões de gases poluentes. Quanto menor a resistência ao rolamento, menor o consumo de combustível e menor o impacto ambiental. A resistência ao rolamento é classificada de A (mais eficiente) a G (menos eficiente) na etiqueta dos pneus.


A aderência em pista molhada é a capacidade de aderência de um pneu em um solo (asfalto) molhado. A aderência no molhado afeta a segurança, pois influencia na distância de frenagem, na dirigibilidade e na estabilidade do veículo. Quanto maior a aderência no molhado, menor a distância de frenagem e maior a segurança. A aderência no molhado é classificada de A (maior aderência) a G (menor aderência) na etiqueta dos pneus.


O ruído externo é o som produzido pela rotação do pneu em contato com o solo. Esse ruído afeta o conforto acústico e a poluição sonora. Quanto menor o ruído externo, menor o incômodo para o motorista, os passageiros e as pessoas ao redor. O ruído externo é medido em decibéis (dB) e representado por ondas sonoras na etiqueta dos pneus. Uma, duas e três ondas aparecem na etiqueta, classificando como silencioso, moderado e ruidoso, respectivamente.



5. Qual a durabilidade de um pneu?

Esse é um assunto muito difícil de afirmar a durabilidade exata de um pneu, pois a vida útil dele depende de vários fatores, como o tipo, a qualidade, o uso e a manutenção do pneu, além da exposição dele ao tempo e outras condições.


No entanto, é possível prolongar a vida útil dos pneus com cuidados básicos! Se você quer que seu pneu dure mais, é importante seguir as recomendações do fabricante do veículo e do pneu, verificar periodicamente a pressão, o estado da borracha e a profundidade dos sulcos dos pneus, e fazer as revisões preventivas necessárias!



6. Posso trocar a medida original do meu pneu?

troca de medida de pneu

Você até pode trocar a medida original do seu pneu, mas seguindo algumas regras e cuidados! A medida original do pneu é definida pelo fabricante do veículo de acordo com as características técnicas, de segurança e de desempenho do veículo.


Ao trocar a medida original do pneu, é preciso respeitar o diâmetro externo do conjunto pneu + roda, que não pode variar mais do que 3% para mais ou para menos, para não comprometer quesitos como segurança, conforto, estabilidade, dirigibilidade, consumo de combustível e o funcionamento dos sistemas eletrônicos do veículo. Além disso, é preciso verificar se o novo pneu é compatível com o aro, se não há interferência com a carroceria ou a suspensão, se o índice de carga e de velocidade são iguais ou superiores aos originais, e se há homologação do Inmetro.


Dessa forma, se o pneu desejado para a troca estiver dentro dos limites aprovados pelas fabricantes, você pode sim, trocar a medida dos seus pneus!

⚠ Como esse é um assunto mais complexo, clique aqui para ler um conteúdo completo que explica mais sobre a troca da medida original dos pneus!


7. Como saber qual a pressão certa para o pneu do meu carro?

Os valores da pressão variam de acordo com cada pneu!


A pressão correta dos pneus ajuda a economizar combustível, prolongar a vida útil dos pneus e melhorar a segurança na estrada. Você pode encontrar a pressão recomendada pelo fabricante do veículo na parte de dentro do batente da porta do motorista, no manual do proprietário.


Recomenda-se verificar a pressão dos pneus pelo menos uma vez por mês, quando eles estiverem frios, e ajustá-la de acordo com a carga e a velocidade do veículo.



8. Qual a melhor marca de pneus?

Essa é certamente uma curiosidade de muitos motoristas, afinal, quem não quer o melhor pneu no seu carro?


Não podemos afirmar um nome apenas, mas a melhor marca de pneus é aquela que se encaixa em suas necessidades: bom desempenho, qualidade, custo-benefício e segurança!


Com isso, você não precisa se preocupar pois todas as marcas – sejam elas nacionais ou importadas – vendidas em nosso site são de confiança e ótima qualidade! Acesse agora mesmo e encontre o melhor pneu para você: www.acheipneus.com.br.


9. Qual a diferença entre alinhamento e balanceamento?

mecânico realizando balanceamento em carro

O alinhamento e o balanceamento são dois serviços diferentes, mas complementares, que garantem o bom funcionamento dos pneus e do veículo.


O alinhamento consiste em ajustar os ângulos das rodas para que fiquem perpendiculares ao solo e paralelas entre si, proporcionando uma direção mais segura, confortável e econômica. O alinhamento evita o desgaste irregular dos pneus, o desvio da trajetória, o aumento do consumo de combustível e o comprometimento da suspensão e da direção do veículo.


O balanceamento serve para equilibrar a distribuição de peso do conjunto pneu + roda, evitando as vibrações que podem causar desconforto, ruído, desgaste prematuro dos pneus e dos componentes da suspensão, direção e dos freios!


Quando devo realizar o balanceamento e o alinhamento dos pneus?

Essas manutenções geralmente são realizadas juntas, por um profissional da área!


O balanceamento dos pneus deve ser realizado sempre que os pneus forem trocados, remontados ou reparados, pois isso pode causar um desequilíbrio na distribuição de peso do conjunto pneu e roda. Além disso, é aconselhável fazer o balanceamento dos pneus a cada 5.000 km rodados ou após 1-2 anos de uso. Ou ainda, caso o motorista começar a sentir algum tipo de vibração no volante!


O alinhamento dos pneus deve ser feito periodicamente, de acordo com as recomendações do fabricante do veículo ou do pneu. Em geral, a recomendação para o alinhamento é a cada 10.000 km rodados ou sempre que houver algum impacto forte nas rodas, como passar por buracos, lombadas ou meio-fios.



10. Quando fazer o rodízio dos pneus?

O ideal é fazer o rodízio de pneus seguindo as recomendações do fabricante do veículo ou do pneu, mas em média, aconselha-se fazer o rodízio entre 5.000 km a 10.000 km rodados, ou ainda, quando for feita a revisão do veículo.


O rodízio de pneus pode variar de acordo com o tipo de tração, o tipo de pneu, presença do estepe e conforme o próprio carro, pois há veículos que possuem diferentes medidas de pneus nos eixos dianteiro e traseiro.


Existem três tipos básicos de rodízio: tração traseira, tração dianteira e pneu direcional. Para saber mais sobre o rodízio de pneus, você pode consultar o conteúdo: Pneu simétrico, assimétrico e direcional: como fazer o rodízio?.



Além das perguntas mais comuns sobre pneus, que outras você ainda tem dúvida? Deixe seu comentário que auxiliamos você! 💬


Não deixe de acompanhar em nossas redes sociais: Facebook e Instagram! 📲


567 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page