top of page
  • Foto do escritorAchei Pneus

Cuidados com o pneu: como lidar com emergências na estrada

Os pneus são itens essenciais para a segurança, não é atoa que são os únicos que têm contato direto com o solo, sofrendo desgaste constante. Embora seja um item muito importante, por sua longa duração se torna um item pouco verificado e cuidado pelos motoristas, o que é um erro!


No artigo de hoje você vai compreender como os pneus em bom estado de conservação são importantes e o que fazer para não sofrer com perrengues de emergência na beira da estrada.


⛔ O que você vai ler sobre cuidados com os pneus:


Como saber se meu pneu está em boas condições?

pneu de carro furado

É muito importante saber quais são os principais critérios na hora de avaliar um pneu. Algumas vezes os problemas do pneu podem não ser completamente aparentes a olho nu ou não conseguem ser facilmente detectáveis por uma pessoa leiga, por isso a análise de um técnico especializado ou de um profissional experiente são indispensáveis para ter um diagnóstico completo. Ainda assim, existem detalhes que podem ser facilmente observados por qualquer pessoa:


Profundidade dos sulcos: Os sulcos são responsáveis pela drenagem de água do pneu, fazendo com que ele mantenha aderência em superfícies molhadas. Além disso, certos tipos de sulco também auxiliam o pneu a se manter tracionado e estável mesmo nas pistas secas. Quanto maior a profundidade desses sulcos, mais eficiente eles tendem a ser, mas infelizmente eles sofrem desgaste constantemente com o uso do veículo, pois estão sempre em contato com a estrada. Por causa disso, sofrem deterioração e a profundidade deles fica cada vez menor. 


⚠️ Pneus com sulcos de profundidade menor do que 1,6 milímetros não são permitidos pelas normas do CONTRAN (Conselho Nacional de Trânsito) e são passíveis de multa, então é muito importante medir e se certificar de que a profundidade deles se encontra em um nível adequado. Você pode conferir mais sobre esse assunto através do nosso artigo sobre sulcos.


Bolhas: É importante se certificar de que não há bolhas no pneu. Embora elas sejam mais facilmente detectadas, elas são extremamente perigosas para se dirigir na rodovia e é aconselhado trocar o pneu antes de viajar caso sejam encontradas a tempo. 


As bolhas acontecem quando há rompimento ou avaria nas lonas têxteis presentes nas camadas mais internas do pneu, geralmente proveniente de algum impacto acidental, como buracos ou raspagem no meio-fio. Quando formadas, elas tendem a crescer até o momento que estoura, causando descalibragem automática no pneu e prejudicando diretamente a estabilidade e a tração. Como é impossível dizer com precisão em que momento ela vai explodir, é um grande susto para o motorista e pode causar deslizes muito perigosos e até mesmo resultar em acidentes, por isso recomenda-se a troca imediata quando o pneu se encontra nessa situação.


Alinhamento e balanceamento: Um cuidado importante por motivos estéticos, de qualidade de vida e até mesmo de segurança. Embora sejam processos diferentes, ambos são fundamentais para o bom funcionamento do veículo. Enquanto o alinhamento é responsável pelo ajuste do ângulo das rodas, o balanceamento é uma compensação de peso entre as rodas e pneus do automóvel para garantir maior estabilidade na estrada e um desgaste mais uniforme dos pneus. 


Os dois procedimentos podem ser feitos rapidamente em uma mesma revisão e asseguram melhor dirigibilidade e condução para o motorista, bem como é uma forma de preservar a vida útil dos pneus. 


Essas são formas simples e rápidas de detectar problemas no pneu e são pontos que precisam de bastante atenção antes de viajar por longos trajetos na estrada. 


Estepe: cuidados com o pneu reserva

Se os pneus instalados muitas vezes são esquecidos, quem dirá o pneu reserva que só é utilizado em casos de furos ou estouros de forma emergencial. Mas, é nesse momento de emergência que seu estepe precisa estar em dia, em boas condições e, principalmente, calibrado!


A calibração é a manutenção principal dos pneus reservas, pois, ao realizar a instalação dele, você vai precisar rodar com o carro até um posto ou mecânica próxima para então realizar a troca por um pneu novo. Por isso, seu estepe precisa estar calibrado para aguentar o trajeto.


Mas, se você recém comprou um carro, saiba que ele poderá vir sem o pneu reserva de fábrica, isso por que, alguns veículos estão sendo fabricados sem esse item “de série”. Sendo assim, é importante checar se seu carro possui ou não, o pneu de emergência e as ferramentas de apoio para a troca! O mesmo vale para veículos usados ou semi novos.


Além dessas verificações, certifique que seu estepe está com a borracha em bom estado, sem ressecamento ou descascamento, afinal, um pneu parado pode também sofrer desgastes devido ao tempo e exposição à umidade, frio ou calor excessivo!


O que fazer em caso de pneu furado na estrada: dicas práticas e precauções

Embora seja algo que na teoria muita gente sabe, na hora de colocar a mão na massa e realizar a troca de pneu pode ser mais complicado do que se imagina. Por isso, trouxemos um passo a passo com cinco etapas e macetes para facilitar o processo da troca de pneus.


Assista também nosso vídeo com o passo a passo na prática! 😉



Como calibrar os pneus e melhorar o desempenho do seu carro na estrada

Como citado anteriormente, a calibragem adequada e correta é uma parte imprescindível para a durabilidade dos pneus e, em consequência, maior economia com uma troca de pneus prolongada.


Além de fazer bem para o seu bolso, a segurança do veículo e estabilidade ao dirigir são pontos de destaque para um pneu calibrado corretamente e com a frequência necessária.


Para realizar a calibragem dos seus pneus, é simples! Veja o passo a passo simplificado:


  1. Verifique a pressão recomendada para os seus pneus. Você pode encontrar essa informação no manual do usuário do veículo, na porta do motorista ou na tampa do tanque de combustível.

  2. Dirija até um posto ou estabelecimento que tenha um calibrador de ar. Prefira calibrar os pneus quando eles estiverem frios, ou seja, que tenha rodado no máximo 2 km.

  3. Ajuste a pressão desejada no visor do calibrador.

  4. Retire a tampa da válvula do pneu e encaixe a mangueira do calibrador. Aguarde o apito do equipamento indicando que a pressão ideal já foi atingida.

  5. Volte com a tampa da válvula do pneu e repita o processo nos outros pneus, sem esquecer do estepe!


Para saber de quanto em quanto tempo fazer a calibragem e mais detalhes do assunto, clique aqui e leia o conteúdo completo que preparamos pra você!


Como identificar problemas de alinhamento e balanceamento dos pneus na estrada

O balanceamento e alinhamento adequado são essenciais para uma direção eficiente e segura, por isso é recomendado que estejam em dia na hora de viajar. Entretanto, existem alguns sinais que podem ser detectados na hora de dirigir que indicam que há necessidade de revisão de algum desses pontos. Conheça alguns principais indicativos onde se faz necessário a checagem do balanceamento ou do alinhamento do carro:


Vibrações no carro: Esse é um principal fator que indica a necessidade de revisão no balanceamento. Essas vibrações podem ocorrer tanto no volante quanto em outras peças, como o banco, vidro ou o piso do carro. Em altas velocidades, é mais fácil detectar esse fenômeno. Caso encontre uma situação similar, procure assistência mecânica especializada, uma vez que pode comprometer o conforto da viagem, além da vida útil do pneu.  


Direção “puxando” para um lado: Caso aconteça de sentir o carro virando para uma direção específica, mesmo quando está dirigindo em linha reta, isso provavelmente é algum erro no alinhamento do veículo. Com as rodas em uma angulação diferente entre si, a condução é comprometida, diminuindo muito a segurança na hora de realizar curvas ou rodar na estrada, principalmente em alta velocidade. Por isso, é uma característica importante de ser corrigida antes de uma viagem.


Desgaste irregular do pneu: Mesmo que nenhum dos problemas relacionados ao balanceamento e alinhamento das rodas seja detectado, o desgaste do pneu pode ser um indicador disso também. Em ambos os casos, haverá um desgaste não uniforme entre os pneus do carro, acelerando esse processo para alguns enquanto outros passam a desgastar mais devagar. Caso seja percebido esse detalhe nos sulcos e na banda de rodagem, é válido checar tanto o alinhamento quanto o balanceamento para garantir se não é um erro relacionado com esses antes de acionar a garantia.


Caso tenha feito a troca dos pneus ou das rodas recentemente, também é necessário que seja feito alinhamento e balanceamento dos novos pneus, que deve continuar sendo feito, em média, a cada 10 mil km rodados. Caso esse cuidado seja negligenciado, estará comprometendo a segurança na hora de dirigir, o conforto quando estiver viajando e o tempo de vida útil dos pneus também. Outro fator que pode ser causado por conta de uma má calibração e manutenção desses fatores é o aumento no consumo de combustível, portanto a economia de postergar esses cuidados pode se provar não tão considerável quanto inicialmente imaginado.


Como escolher os melhores pneus para cada tipo de estrada

carro SUV e caminhonete

Os pneus são projetados para diferentes tipos de estrada, pois cada um deles possui características específicas que afetam seu desempenho e segurança. Por isso, é importante escolher os modelos adequados para o seu carro e para as condições que você vai enfrentar na estrada.


O primeiro ponto a ser considerado é a medida do pneu. É importante usar o tamanho recomendado de fábrica, uma vez que as rodas e seus tamanhos são projetados para oferecer o melhor desempenho conforme o peso, altura e demais características do veículo. Pneus mais largos e altos que o limite suportado pelo veículo, acabam gerando desgaste irregular, forçamento das peças que contém contato com o pneu, como discos de freio, eixos e etc., além de ficar sujeito a cortes devido a atrito com lataria e outras partes.


Além da medida correta, entenda qual o tipo de pneu que seu veículo foi fabricado. Um carro de passeio precisará de pneus pensados para o asfalto ou áreas urbanas, uma caminhonete 4x4 poderá usar pneus mistos ou até urbanos/rodoviários, além do tradicional off-road. Entenda que seu carro além de estética, precisa de segurança e, modificações como o tipo de pneu podem alterar consideravelmente o desempenho e segurança.


Por último, considere sempre a compra de pneus novos e certificados pelo Inmetro. Pneus remolds ou recauchutados podem sem atrativos financeiramente mas, no fim, podem gerar uma dor de cabeça indesejada e te deixar na mão com emergências inesperadas!


💻 Compre seus pneus em uma loja confiável e com pneus certificados, como a Achei Pneus. Acesse o nosso site – www.acheipneus.com.br – e confira todas as nossas opções!



Gostou do conteúdo? 😁


Se ainda ficou alguma dúvida, deixe nos comentários que auxiliamos você. Ou, se preferir, fale conosco pelo WhatsApp e converse com um de nossos especialistas!


Não deixe de acompanhar nossas redes sociais: Facebook e Instagram. 📲

81 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page